Trabalhar fora do escritório: a iniciativa que quer ser tendência

Out of Office Day conquistou 80 empresas e muitos fãs no Facebook. E você, onde vai trabalhar hoje?

image (20)

Vazio. É assim que está esta quinta-feira o escritório da Microsoft. Não porque os colaboradores tenham decidido fazer greve, mas sim porque estão a trabalhar fora. O Out of Office Day, dia de trabalhar fora do escritório, chega pela primeira vez a Portugal, precisamente pelas mãos da Microsoft que, claro, aderiu a 100%.

«Não é uma iniciativa de teletrabalho por si só, de transportar o posto de trabalho para outro sítio. A qui o ponto é poder trabalhar virtualmente de qualquer sítio», explicou ao TVI24.pt o responsável pela área de produtividade da Microsoft, Marcos Santos.

Esta é uma iniciativa para empresas – aderiram mais de 80 – e para colaboradores de um Portugal a quem são apontadas várias falhas de produtividade e competitividade. Uma iniciativa que quer ser tendência, para «melhorar a qualidade de vida e o ambiente familiar, aumentar a produtividade, diminuir o impacto ambiental das organizações, torná-las mais produtivas e minimizar o impacto dos custos». Segundo um estudo da Microsoft, 68% dos portugueses acham que seriam mais produtivos a trabalhar em casa. Expressivo.

Filipa Pereira Coutinho já se rendeu ao trabalho fora do escritório há oito anos. Trabalhou durante uma década num banco e decidiu mudar de vida por motivos pessoais.

Tem as mesmas rotinas dos trabalhadores que se confinam às quatro paredes do escritório, mas avisa logo: «Tem de haver muita disciplina, porque depois há a máquina da roupa que acabou de lavar, etc. Tento fazer tudo como se estivesse no escritório. Arranjo-me exactamente como se fosse para sair. Acompanho os miúdos, tomamos o pequeno-almoço, levo-os ao colégio ou às vezes vai o pai. Passeio o cão e volto para casa para trabalhar».

Secretária da Associação para o Desenvolvimento do Teletrabalho, essa não é a sua ocupação principal. Tem uma empresa, a I4Technologies, que presta consultoria para Internet. «Quando temos reuniões presenciais, fazemo-lo num centro de escritórios aqui ao lado de casa, ou mesmo nas instalações dos clientes, mas a maioria das coisas é tratada via online, por skype ou e-mail».

Poupa dinheiro em gasolina e almoços fora, poupa tempo, tem uma vida mais saudável, menos stressada, embora ao final do mês haja alturas em que faz contas à vida e muitos fins-de-semana não existem (os senãos de trabalhar por conta própria). Mas pode almoçar em casa com os filhos, e se eles ficam doentes estão ali.

O pior é o isolamento. «Com o tempo, torna-se um trabalho um bocado solitário e perdes-se um bocadinho o contacto com o pulsar de uma empresa. Dentro de uma empresa há procedimentos, contactos com colegas, partilhas de opinião que assim se perdem».

O caso de Ricardo Ferreira, produtor de espectáculos, é diferente. Trabalha a maior tempo fora do escritório, mas mesmo na rua de um lado para o outro. Passa a vida em salas de espectáculos, tournées e festivais e faz ainda o agenciamento e management do artista André Sardet.

As vantagens desta correria são financeiras, por causa dos cachés que acrescenta ao salário, e o facto de «poder contactar desde o eletricista ao presidente da câmara, de conhecer pessoas de norte a sul». No entanto, estar longe de casa e da família custa: «Basicamente sou um nómada. Hoje vive-se no hotel X e amanhã no hotel Y. Não se tem estabilidade e rotina diária das 9h às 5h, nem fins-de-semana». Apesar disso, «nunca trocaria» esta vida pelo escritório a tempo inteiro. «Não tenho perfil para ficar fechado».

A maioria das empresas que alinharam neste Out Of Office Day são consultoras ou estão ligadas às tecnologias de informação. Mas não só: há algumas da área da arquitetura, doçaria e brinquedos, por exemplo. A Câmara Municipal de Lisboa também participa.

A iniciativa conta com o alto patrocínio da Presidência da República, do Ministério da Economia e da Secretaria de Estado do Emprego. E com mais de 3.500 gostos no Facebook. E você, onde vai trabalhar?

Artigo publicado aqui

Anúncios